ELEMENTOS DA CRONOMETRAGEM

Prezados senhores
Este artigo tem o objetivo de chamar a sua atenção para detalhes importantes que estão sendo desprezados na cronometragem, os elementos e as avaliações de ritmo.
Muitos Cronoanalistas não sabem dividir uma operação em elementos, trabalham somente com tempo de ciclo achando que trabalham com Tempo Padrão. Além de não saberem utilizar as tabelas de fatores de ritmo, simplificam a tabela usando um percentual “igual” para todas as operações tanto de máquinas como serviço manual. Notamos uma preguiça metal generalizada de pensar, como também estudar a operação dividindo em elementos fazendo a avaliação de fatores de ritmo de cada elemento.
Somente com os tempos divididos em elementos e com a aplicação das tabelas de avaliação de ritmo é possível ter um estudo de tempo correto e com chance de ter resultado na sua aplicação como também futuras melhorias. Se estes dados não forem abertos não existe a menor possibilidade de identificar onde é possível melhorar.
Está ficando cada dia mais comum à prática de se usar os dados de tempos padrões ou tabelas de tempos e movimentos, os Cronoanalistas não estão indo verificar como está sendo realizada a operação, utilizam somente arquivos do passado que em alguns casos estes arquivos são heranças de trabalho realizado em outras empresas, às vezes até por outro colega, arquivos estes que nem sempre corresponde a verdadeira realidade do chão de fábrica atual, ou seja, as condições atuais no chão de fábrica.
Para coleta de tempos precisos de cada elemento de trabalho, você e sua equipe necessitam ir ao chão da fábrica e utilizar os cronômetros. Evite a tentação de sempre usar os dados de tempos padrões ou tabelas de tempos e movimentos porque elas nem sempre capturam a verdadeira realidade do chão de fábrica. Mesmo que trabalha com as tabelas do MTM é necessário ver como está sendo realizada a operação, ou seja, quais os movimentos que estão sendo usados na operação como também as condições para execução do trabalho.
Faz-se necessário cronometrar cada elemento de trabalho diversas vezes até obter dados relevantes. Isto na prática dá muito trabalho cronometrar cada elemento diversas vezes. Você deve está preparado para o fato de que a cronometragem é um trabalho intensivo e consome tempo, mesmo que você já tenha uma grande experiência.
A S. A. Consultoria Industrial se coloca a disposição da sua empresa para conversar sobre este assunto e contribuir com um trabalho especializado diretamente na cadeia de produção contribuindo para um aumento da sua capacidade técnica. Conheça com mais detalhes os nossos serviços marcando uma visita pelo telefone (85) 9111 9208.
Atenciosamente
Sérgio Amorim

1 thought on “ELEMENTOS DA CRONOMETRAGEM

  1. Francisco Carlos Reply

    Trabalhei em uma empresa do ramo calçadista por quase 12 anos, dos quais, 6 foram dedicados à cronometragem, e concordo que a divisão em elementos é muito importante, faz com que possamos perceber os gargalos com mais eficiência e também os movimentos desnecessários dentro dos métodos executados no chão de fábrica. Excelente artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *