Terceirização da Produção – 4ª Parte – última

Terceirização da Produção (4ª Parte e última parte).

Problemas reais que acontecem nos terceirizados de costura:

  1. Pagamento: Os terceirizados de costura têm o costume de fazer o pagamento das costureiras semanalmente, com isto estes sempre priorizam a produção da empresa que corresponde o pagamento para esta semana.
  2. Linhas: Quem fornece a linha têm prioridade, quem não fornece passa pela seguinte situação:
    1. Fica aguardando até o momento que terceirizado de costura tenha dinheiro ou crédito para comprar a linha.
    2. Remessa de produção pequena o terceirizado de costura não aceita pegar o serviço se tiver que comprar a linha.

Exemplo: 100 peças em três cores, preço da peça R$ 1,80 faturamento R$ 180,00

Faça os cálculos quanto fica para o terceirizado de costura depois de comprada a linha.

Valor aproximado de cada cone de linhas: Fio R$ 4,00; Linha Nº R$ 8,40

Lembro que se faz necessário mais de um cone de cada tipo e cor. Veja nesta situação alguns terceirizados de costura comprar qualquer marca e tipo de linha sem avaliar se a linha tem qualidade no tipo de tecido. Cor da linha outro problema, coloca a que mais se aproxima, no seu entendimento.

  1. Facção perde costureira para quem assina a carteira no final do ano. Existem muitas situações em que a costureira é disputada entre as facções inflacionando o salário.
  2. Manutenção, facção às vezes aguarda dias para conseguir que o mecânico venha em seu socorro.
  3. Estão surgindo muitas escolas de costura em determinadas regiões mais a qualificação destas escolas não é de boa qualidade, saem destas escolas costureiras com baixa qualificação, pior que chegam às empresas achando que são costureiras, mas não sabe fazer quase nada.
  4. Etc.

Para solucionar estes e outros problemas não citados nesta matéria existem várias maneiras, encontrar estas maneiras depende exclusivamente da vontade dos envolvidos no processo.

Objetivo primeiro desta matéria não é fornecer a solução, mais sim chamar a atenção de todos para a nossa realidade para que juntos possamos encontrar a solução para cada empresa. Solução esta que não pode ser padrão para todas as empresas em todos os aspectos, depende principalmente do padrão de qualidade que se deseje atingir, ou seja, do nível de exigência do cliente e outros fatores.

A forma de planejar os terceirizados tem que ser repensada, tem que levar em consideração principalmente a forma que o mesmo trabalha depois analisar o produto e matematicamente fazer os cálculos do tempo necessário para o mesmo executar. Lembrete a forma de realizar estes cálculos não é a mesma usada quando a produção era interna um terceirizado de costura trabalha de uma forma bem rudimentar.

S. A. Consultoria Industrial se coloca a disposição da sua empresa para contribuir com um trabalho especializado diretamente na área industrial. Conheça com mais detalhes do nosso serviço marcando uma visita pelo telefone (85) 9111 9208.

Atenciosamente

Sérgio Amorim

Todas estas dicas e informativos já estão disponíveis no site www.saconsultoriaindustrial.com

Veja também no site, relação dos problemas mais freqüentes na indústria de confecção, o seu problema industrial com uma dica de solução pode está nesta relação.

2 thoughts on “Terceirização da Produção – 4ª Parte – última

  1. antonio joamar de camargo amorim Reply

    Boa noite, abri este site lí sua matéria, por incrível que pareça estou a 4 meses na área e não consegui até agora terminar um serviço se quer com qualidade minhas costureiras recebem por mês, nestes meses tenho pago salário em dia já estou quebrado, porque até hoje não recebi nenhum dinheiro pelo serviço, o que fazer.
    joamar

  2. Miguel Jorge jacob Reply

    Estou pensando em uma pequena confecção, poucas peças, gostaria sobre uma consultoria sobre máquinas, enfim, material básico. Agradecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *